A escuridão livra-me pouco a pouco dessa estranha que sou eu mesma


06/07/2007


Casa Nova

 

 

Amigos me visitem no novo endereço

 

http://rosamuraro.blogspot.com

 

Abraços a todos que me visitarão aqui.

 

Abraços Rosa

 

Escrito por rosa às 18h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/07/2007


Pais e filhos.

Ontem li em vários blogs a polemica sobre os jovens que espancaram a empregada doméstica, eu chequei a comentar no blog do Marcondes (preconceito a classe média) “que geralmente confundimos dinheiro, condições sociais, formação educacional com caráter, mas isso não se compra e sim se aprende em casa se toma os pais como exemplos, são as pequenas atitudes que molda este caráter, a índole” .

 Em outro sobre os pais não terem culpa no que se transformam os filhos, na hora não analisei o texto em todos os ângulos, mas quando chequei em casa e olhando as atitudes dos meus filhos percebi, que sim os filhos são nossos espelhos, certas atitudes eles não nascem com ela, e sim são influenciados pelo meio, pela convivência. Se eu acho que a minha empregada doméstica é inferior a mim, meu filho também vai achar isso, sem perceber a criança vai criando um ar de superioridade.

 Minha mãe criou três filhas nas piores condições financeiras possíveis, e nem por isso ela roubou, ou agiu de má fé, ela sempre plantou no fundo do quintal, sempre trabalhou, e nos ensinou a fazê-lo, quando precisou nos corrigiu duramente. São esses valores simples que esta faltando na educação das crianças.

Recordo-me que quando tinha doze anos, minha irmã pegou dinheiro na bolsa dela, eu fui a escola pedi licença a professora, revistei a mochila. A professora indignada me chamou para fora da sala e fez um discurso sobre estar constrangendo a criança, eu respondi que antes eu do que a policia, isso nunca mais se repetiu, ela cresceu e mês passado pediu demissão do emprego porque o chefe estava trapaceando os clientes, ela percebendo o fato relatou a família, e nós a apoiamos na decisão. Eu me orgulho dela, em sua honestidade, com seu caráter, nós fomos ensinadas que o nosso direito termina onde começa o seu, e vice e versa, nem por isso somos inferiores e sim iguais a todos.

Quando fui morar com meu pai, com seu jeito extrapolado de ser, ensinou-me que todas as minhas atitudes teriam uma conseqüência, que a vida sempre me daria duas opções, e caberia a mim somente a mim escolhe-las. Toda vez que fazia coisas erradas ele me perguntava:

 

_Quem preza mais a liberdade quem nunca teve ou quem teve e perdeu?

_Quem teve e perdeu.

_Então você esta de castigo, pode ir pro seu quarto.

 

Anos atrás as escolas nos ensinavam uma disciplina chamada educação moral e cívica, aprendíamos nossos deveres e obrigações, a cantar o hino nacional, a ter orgulho de ser brasileiro. Hoje o ensino esta sucateado, se cria uma geração de vândalos percebe-se isso quando universitários invadem reitorias, espancam ou queimam pessoas nas ruas, alunos do ensino médio agridem professores. E os pais simplesmente estão alheio a tudo isso, só percebem quando o filho vai preso e tentam justificar estes atos.

 

Se quisermos mudar este país temos que começar de baixo para cima. Respeito se aprende em casa, na escola se aprimora e na vida adulta se passa adiante.

 

“A pior das drogas é a ignorância”

 

Frase impressa no uniforme escolar quando  cursei a sétima série, sugestão do professor de história.

 

Escrito por rosa às 13h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03/07/2007


 

 

Mapa de anatomia: o olho

Cecília Meireles 
 

O Olho é uma espécie de globo,
é um pequeno planeta
com pinturas do lado de fora.
Muitas pinturas:
azuis, verdes, amarelas.
É um globo brilhante:
parece cristal,
é como um aquário com plantas
finamente desenhadas: algas, sargaços,
miniaturas marinhas, areias, rochas, naufrágios e peixes de ouro.
 

Mas por dentro há outras pinturas,
que não se vêem:
umas são imagens do mundo,
outras são inventadas.
 

O Olho é um teatro por dentro.
E às vezes, sejam atores, sejam cenas,
e às vezes, sejam imagens, sejam ausências,
formam, no Olho, lágrimas.

 

Escrito por rosa às 18h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/06/2007


S.O.S

Escrito por rosa às 17h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Paixão Nacional.

 

Só tem uma coisa que realmente me tira do sério, me deixa completamente transtornada me faz soltar uns bons palavrões é jogo de futebol, pareço moleque:

 

_ Cruza pro fulano.

 _Chuta pro cicrano.

 _ Não seu animal é pra frente.

 _Como esse cara erra este passe, mas que lerdo

_ Tira esse pé do chão, corre seu molenga

_ Levanta não agüenta porrada vai dançar balé

_Juiz ladrão, tinha que ser argentino.

 

Neste comportamento muito feminino ouço os comentários do Galvão Bueno e sua trupe:

_O jogador não esta com ritmo de jogo.

_O México achou uma formula para ganhar do Brasil.

Sai mais um monte de impropérios da minha boca:

 _Como sem ritmo de jogo o cara só faz isso, ganha pra isso é um banana perna de pau mesmo, o México, a França só falta os argentinos e paraguaios acharem esta formula seu %*&^()&^%##&*&(&$.

 A coisa irritante é comentarista velho e chato, e as perguntas dos internautas, como que um cara que gosta de futebol faz umas perguntinhas cretinas daquelas.A câmera foca no Dunga, ai sim eu me revolto 1X0 e o cara sentado, escorado com cara de $*^^*%$#@@&*)(&^% eu odiava isso no Parreira, técnico pra mim é como o Felipão, o Bernardinho, chega dar gosto de ver, o cara grita, xinga, pula, chacoalha  o time.

Outra coisa irritante é frescura de jogador pra ser dispensado da seleção, antigamente futebol era amor à pátria, suar a camisa pela alegria geral da nação, agora não quem manda é o patrocinador, o clube, e o dinheiro. A maioria dos jogadores não consegue nem cantar o hino nacional, isto é, quando resolvem tocar. Acabou a emoção de se ver uma boa partida de futebol, em saber que são atletas representando as cores da bandeira, a felicidade de um povo.Dizem que no futebol é assim.

É assim mesmo o *(&(^%$$##@!#$$%%%^&&&**&^^^.

 

Escrito por rosa às 11h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

27/06/2007


O mundo de Valentina

 

 

Vendo o fantástico, estou acompanhando a série o mundo de Valentina um pai de 36 anos preocupado em saber como será o mundo quando a filha tiver a sua idade ou esta aproveitando a onda de discurso sobre aquecimento global, falta d água, poluição, lixo para ganhar uma grana e garantir a vida da Valentina por aqui e agora, mas entre teorias de conspiração vamos ao principal assunto, o meio ambiente o excesso de lixo no planeta, uma reportagem sobre a industria de plástico a previsão de crescimento é de 10 à 12 cento ao ano, olhando esta média vemos claramente que o aquecimento global é somente o assunto da moda, a reciclagem é necessária até porque é uma fonte de renda principalmente nas grandes cidades, onde o desemprego e as desigualdades sócias são mais evidentes, e o “bom jeitinho brasileiro” na versatilidade em garantir o sustento da família.   

Acredito que estas instituições de proteção do meio ambiente usam de muita demagogia para a criação de um mundo perfeito, a humanidade não vai e não quer retroceder porque o mundo pode acabar, é fácil fazer protesto em prol do meio ambiente usando tênis composto de borracha, indo de carro emitindo gases poluentes, abrir bandeiras, comer arroz integral que por sinal é embalado em sacos plásticos, isto pode ser um discurso muito bonito. Ótimo se os ambientalistas querem salvar o mundo, vão para um lugar e abram mão de toda a modernidade e suas praticidades, se quer comer , plante, faça a colheita, fogão a lenha, como os nossos antepassados, agora não me venha dizer como usar o meu dinheiro, o que comprar, olhar rótulo de produtos para ver como foi retirado.Alguém faz isso?

Particularmente não conheço ninguém. Você compra certos produtos ou pelo preço ou por afinidade com a marca, não por ouvir discursos ideológicos . A esposa do jornalista da serie, da pra perceber que ela esta quase para surtar e que não vai substituir as tão preciosas fraldas descartáveis pelas de pano, nem demitir a secretaria do lar porque fica com a torneira aberta por quinze minutos seguidos.

Não sou insensível á causa do meio ambiente, acredito que devemos fazer a nossa parte, não jogar lixo na rua, ajudar na coleta seletiva, o que por sinal já é difícil de fazer por falta de lixeiras nas ruas e onde moro não existe esta coleta, então para fazermos a nossa parte o poder público tem que fazer a dele, o que é mais difícil que salvar o meio ambiente.

 

Imagem: Capitão Planeta e sua turma empenhadas em salvar o mundo

Escrito por rosa às 11h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/06/2007


 

A visão de uma mulher em um jeans levemente apertado, nada vulgar, somente para moldar o bumbum e as coxas roliças, torna o movimento do andar sensual, lânguido, o leve vai e vem dos quadris.Pode encher o imaginário masculino, podemos perceber isso pelo acompanhamento do olhar quando passamos, agora o que vocês não sabem, é a sensação maravilhosa que sentimos ao nos sentar e cruzarmos as pernas, um simples gesto, tão banal, por vezes nem percebido, feito com casualidade e que pode nos levar as sensações indescritíveis.

 

O roçar de uma coxa na outra,

a suave pressão no sexo,

o leve inclinar a frente na tentativa de prolongar o prazer ,

instintivamente

o corpo percebe o tecido macio da blusa sob os seios

como duas mãos invisíveis pressionando-os,

a face corada,

o suave umedecer dos lábios,

a fragrância perfumada exalado pelo calor da pele,

e o corpo reage...

 

            Muitas vezes ao dia a esta gostosa sensação, neste simples gesto um par de pernas cruzadas que desencadeia furtivamente as primeiras sensações do êxtase.

 

Escrito por rosa às 14h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/06/2007


 

   Adiamento

  Fernando Pessoa

   Depois de amanhã, sim, só depois de amanhã... 
   Levarei amanhã a pensar em depois de amanhã, 
   E assim será possível; mas hoje não... 
   Não, hoje nada; hoje não posso. 
   A persistência confusa da minha subjetividade objetiva, 
   O sono da minha vida real, intercalado, 
   O cansaço antecipado e infinito, 
   Um cansaço de mundos para apanhar um elétrico... 
   Esta espécie de alma... 
   Só depois de amanhã... 
   Hoje quero preparar-me, 
   Quero preparar-rne para pensar amanhã no dia seguinte... 
   Ele é que é decisivo. 
   Tenho já o plano traçado; mas não, hoje não traço planos... 
   Amanhã é o dia dos planos. 
   Amanhã sentar-me-ei à secretária para conquistar o rnundo; 
   Mas só conquistarei o mundo depois de amanhã... 
   Tenho vontade de chorar, 
   Tenho vontade de chorar muito de repente, de dentro... 
 
   Não, não queiram saber mais nada, é segredo, não digo. 
   Só depois de amanhã... 
   Quando era criança o circo de domingo divertia-rne toda a semana. 
   Hoje só me diverte o circo de domingo de toda a semana da minha infância... 
   Depois de amanhã serei outro, 
   A minha vida triunfar-se-á, 
   Todas as minhas qualidades reais de inteligente, lido e prático 
   Serão convocadas por um edital... 
   Mas por um edital de amanhã... 
   Hoje quero dormir, redigirei amanhã... 
   Por hoje, qual é o espetáculo que me repetiria a infância? 
   Mesmo para eu comprar os bilhetes amanhã, 
   Que depois de amanhã é que está bem o espetáculo... 
   Antes, não... 
   Depois de amanhã terei a pose pública que amanhã estudarei. 
   Depois de amanhã serei finalmente o que hoje não posso nunca ser. 
   Só depois de amanhã... 
   Tenho sono como o frio de um cão vadio. 
   Tenho muito sono. 
   Amanhã te direi as palavras, ou depois de amanhã... 
   Sim, talvez só depois de amanhã... 
 
   O porvir... 
   Sim, o porvir...

Imagem: Quadro de Salvador Dali.

Escrito por rosa às 14h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

19/06/2007


Somos os bobos da corte!!!

 

Vamos acompanhar mais uma investigação com indícios de irregularidades, que vai render muita critica por parte da imprensa, nós cidadãos deste país, pagadores de impostos indignados vamos ter noticias para comentarmos nas rodinhas do chopp, na net, mas e depois em que vai dar isso, em mais um sem-vergonha inocentado pela corja que governa o nosso país que comanda o circo do poder, regado a muita demagogia e publicidade, e vai festejar as nossas custas, com champanhe e caviar.

E nós famintos de justiça como ficamos?

 Fico inerte vendo isso, e como todos de mãos atadas, simplesmente não podemos fazer nada em relação a este puteiro em que esta virando ou vindo a tona no meio político, podem a te me lembrar das campanhas do TSE, "você é o patrão, quem contrata é você," a velha filosofia das eleições, "temos que dar o troco nas urnas", ta bom eu faço minha parte você faz a sua e o resto que se vende por trocados ou favores, e vamos seguindo tentando nos iludir que o amanhã vira e será melhor que algum político será preso e condenado por mensalões, propinas, desvios, entre outros crimes praticados.

Eu já não consigo nem me iludir no máximo espero que não vire moda no meio parlamentar a procriação fora do casamento com o pagamento de pensão que é um dos crimes inafiançáveis, portanto e entretanto conclui-se que é  mais fácil pagar a pensar alimentícia , e sofrer um longo e inútil processo(em liberdade no cargo e com salário) por decoro parlamentar  investigado pela comissão de ética do senado (hahahahha) do que ser preso pelo atraso desse direito garantido por lei.

 

 

 

Escrito por rosa às 20h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/06/2007


De segunda a Sábado

Eu trabalho quase nove horas por dia com gente, cada pessoa com a sua característica física e pessoal. Na sua maioria elas contam a história da vida para simplesmente relatar o porquê do produto adquirido não estar funcionando direito, ou para dizer que o cheque voltou (essas são as histórias mais longas). Nós vendedores somos quase psicólogos, escutamos, concordamos (se discordar o papo vai mais longe), e apoiamos, nos solidarizamos, e sempre sabemos involuntariamente o que acontece a nossa volta. Mas sempre acontece algo inusitado. 

 

_Bom dia!

_Bom dia como vai a sua tia, embaixo da pia chupando melancia!

_ Espero que ela esteja bem.

 Quem disse que ele é engraçado a cada frase para a venda do produto, o cliente responde com uma rima.

_ Oi fulana, como vai, faz tempo que você não aparece por aqui.

_ E faz tempo mesmo, porque da última vez você estava mais magra. Isso ai é um cabelo branco?

Dou aquele sorrisinho amarelo, e o que posso te ajudar e segue-se a compra.

  

Sempre vem aqui uma senhora ela tem 57 anos e é solteira, mas não desistiu de achar o amor, ela freqüenta os bailes da terceira idade, esta fazendo a oitava série, faz curso de pintura, bordado, trabalha fora, ela é uma graça toda vez que recebe uma cantada ela vem me contar sabe com aquele jeitinho simples e os olhinhos brilhando, agora ela esta paquerando e conhecendo um senhor de 60 anos, ele já até pediu beijinho, mas ela só pegou na mão.

Tem a turminha do fiado, eu não sei por que nas cidades pequenas todo mundo acha que você é obrigada a vender fiado, mesmo sabendo que você tem ordens de não o fazer, você nega uma vez, a pessoa reclama, você nega duas, ela tira o dinheiro do bolso e paga a vista só pra te provar que não precisa de favores, vai entender.

O pessoal esotérico que tira as  fotos contra o sol, contra a lâmpada e cisma que são seres de outro planeta, seres iluminados, nossa umas teorias malucas sobre o tempo, sobre crianças, e ouvimos atentamente, vai que ela resolve explicar tudo de novo.

 È incrível como as pessoas simples na sua maioria analfabetas que vem da zona rural uma vez por mês para receber os programas sociais do governo e aposentadoria, a honestidade, se ficar te devendo R$1.00 mês que vem ele te paga, tem coisa que já nem lembro, combinado é combinado e acabou. Agora em contra partida quanto mais tem mais sovina é, uma coisa é pedir desconto outra bem diferente é por preço no produto, um fazendeiro aqui da região já peguei o jeito dele se o produto custa R$18.00 eu peço R$20.00, ele pede desconto faço pelos R$18.00, ele coloca R$15.00 no balcão e vai embora satisfeito porque pagou o que queria, eu mais alegre ainda porque era o preço com o desconto. A vida tem dessas coisas não chega a ser uma trapaça, é o “jeitinho brasileiro”.

Ontem veio um rapaz que faz um trabalho voluntário lindo ele com mais cinco pessoas começaram com três crianças depois de quatro meses já auxiliam trinta crianças com apoio psicológico, pedagógico, cidadania, ecologia e musica. As crianças não são carentes somente de recursos básico mas de atenção, teve uma menina de 5 anos que o adotou como pai, uma menina de 13 anos esta grávida de oito mês do padrasto, uma criança abusada pelo avó, são guerras aonde as crianças não possuem armas para se defenderem. A menina de 13 anos, o juiz deu uma liminar para o aborto ela recusou, e escreveu uma linda redação sobre a família, as brincadeiras com os irmãos menores e se considera feliz.

Esta câmera fotográfica tem oitenta anos foi trazida da Alemanha por uma família refugiada, pertenceu ao pai de um cliente, usa filme 135 mm é o filme que se utiliza em câmera atuais esta em perfeitas condições de uso com regulagem de diafragma. Uma relíquia onde esta tudo digitalizado.

E assim se passa nove horas do meu dia, de segunda a sábado.

 

 

Escrito por rosa às 13h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/06/2007


...

 

 

Língua dos anjos

 

Como se falam de amor,

Morre-se por amor,

Renasce-se pelo amor,

Sorri-se de amor,

Uma ilusão implantada,

Uma euforia sem explicação.

“Um contentar-se de contente”

Há quem diga que é a língua dos anjos.

Acredito que seja por isso quase inatingível.

Juntar o sagrado ao profano?

O sentimento e a carne?

E no final se fuma um cigarro,

O outro vira pro lado.

E os anjos nos velam!

E deve nos achar um bando de idiotas,

Tentando entender o que é preciso apenas sentir.

 

 

Obs.: Eu não fumo,o cigarro é somente uma analogia, sabe essas coisas que vemos no cimena. Abraços a todos Rosa. 

Escrito por rosa às 17h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

12/06/2007


Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Álvaro de Campos, 21-10-1935

Imagem: Rodin

 

Escrito por rosa às 17h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/06/2007


Cecília Meireles

Retrato.

 

Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida
a minha face?

Cecília Meireles

 

 

Uma singela homenagem ao dia da língua portuguesa comemorada 10/06.

 

Escrito por rosa às 15h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/06/2007


Saudades da escola.

 

Hoje um elogio me fez mal, me fez repensar , me trouxe de volta aos tempos da escola, onde meus cabelos longos iam presos e os chinelos confortáveis nos pés , eu vivia feliz, nas aulas em que ler e calcular eram os meus maiores problemas, onde esconder a tristeza ou a alegria era simplesmente impossível, e ocasionalmente um amigo nos era tirado, ou um novo ia chegando, a disposição do mestre a nos ensinar, momentos para se lembrar, sonhos que nunca se realizarão, mas eu os tive, eu desejei, porem tropecei no caminho, e os sonhos ficarão para atrás e hoje ao reencontrar um mestre, e recordar de suas aulas onde a história ia se fazendo capitulo por capitulo do livro, voltei a sonhar...

Saudades da oitava série.

 

 

Dia  05/06/07

 

Escrito por rosa às 13h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

06/06/2007


Escrito por Fernando Pessoa usando um dos seus heterônimos

 

Desenho de Fernando Pessoa por Almada Negreiros. 

www.universal.com.br

Escrito por rosa às 17h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico